Projetos Cofinanciados UE

Enviar este conteúdo

Os seus dados:
 
Destinatário(s):
Caso pretenda, junte também uma mensagem:


Designação do Projeto | Renovação da frota de autocarros com superior desempenho ambiental e energético
Código do projeto | POSEUR-01-1407-FC-000019
Objetivo principal |Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
Região de intervenção | Área Metropolitana de Lisboa
Entidade Beneficiária | Companhia Carris de Ferro de Lisboa, E.M., S.A.

Data de aprovação | 10-07-2017
Data de início | 01-07-2017
Data de conclusão | 30-06-2020
Custo total elegível | 23.691.750,00 EUR
Apoio financeiro da União Europeia | Fundo de Coesão - 18.585.998,31 EUR

Objetivos, atividades e resultados esperados | A operação tem como objetivo:
- Potenciar uma política de mobilidade integrada em termos de transportes, espaço público, estacionamento e policiamento;
- Dotar a Área Metropolitana de Lisboa de um sistema de transportes públicos mais acessível, mais fiável, mais confortável e mais sustentável;
- Promover a existência de mais passageiros no transporte público garantindo uma transferência modal do transporte individual para o transporte público e modos ativos.

Para este efeito, a CARRIS pretende adquirir 180 novos autocarros movidos a fontes de energia mais eficientes e com superior desempenho ambiental e energético como o Gás Natural Comprimido (GNC) e a energia elétrica.
Adicionalmente, investirá na construção e instalação dos respetivos meios de suporte à operacionalidade desta nova frota. Assim, irá implementar uma infraestrutura de abastecimento de GNC no Complexo de Miraflores, situado em Oeiras e uma infraestrutura de carregamento elétrico localizada em Lisboa.

Com a concretização desta operação, a CARRIS pretende atingir as seguintes metas:
- Redução das emissões globais poluentes da sua frota de veículos de serviço público;
- Redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE) pela renovação de 180 veículos da sua frota;
- Poupança de energia primária face à energia primária utilizada antes da realização da Operação pelos veículos a substituir pelos autocarros com propulsão 100% elétrica, bem como uma economia de energia.