Nova Exposição no Museu da CARRIS | Divagações

Enviar este conteúdo

Os seus dados:
 
Destinatário(s):
Caso pretenda, junte também uma mensagem:
26.01.2013 | Museu

Exposição prolongada até 30 de abril.

“Divagações”. Assim se intitula a nova exposição patente na Galeria do Museu da CARRIS, em exibição de 26 de janeiro a 30 de abril. Em colaboração com a Galeria Caroline Pagès, o espaço apresenta obras de quatro artistas que traçam um paralelismo entre a arte e o mundo interior dos passageiros anónimos dos transportes públicos.
  
António Pedro Mendes, comissário da exposição, define as obras como representações do “encarreirar/pensar/divagar com que vamos tecendo os dias neste percurso a que se chama vida”. António Pedro Mendes explica que as obras de Carla Cabana, Jorge dos Reis, Mariana Marote e Pinto Martinho da Silva foram escolhidas de modo a dar a conhecer ao espectador os “pensamentos dispersos e as reflexões (divagações) que invadem cada indivíduo, enquanto anónimo, mal entra num autocarro ou elétrico. E também porque, estando num Museu da Carris, faria todo o sentido desenvolver algo ligado à vida deste edifício.”
  
O título da exposição funde-se com a história do local onde está exposta, representando emoções específicas. Para o curador, António Pedro Mendes, “Mariana Marote inspira os visitantes a poderem criar as suas próprias divagações perante a possibilidade de conceder um novo final a um aparentemente já existente, mostrando que há sempre novas perspetivas, novos percursos, novas paragens.”
  
Por seu lado, Jorge dos Reis revela estranhas palavras, criadas para denunciar a parafernália informativa que invade os sentidos, na pós-modernidade, permitindo ao visitante refletir sobre o motivo de tanta informação. Paralelamente, um vídeo da artista Carla Cabanas mostra que “cada pessoa, ao desenhar um mapa imaginário para ir de um ponto “a” a um ponto “b”, não está mais do que a desenhar as suas próprias convicções do mundo”, adianta António Pedro Mendes.
  
Por fim, as telas de Pinto Marinho da Silva transportam os visitantes, através de cores quentes, para todos os sítios ou para lugar nenhum. “Questionar, questionar, questionar!?”. É uma dúvida que Pinto Marinho deixa em aberto e que António Pedro Mendes realça sob a forma de um desafio.
  
Galeria Caroline Pagès
A Galeria Caroline Pagès (www.carolinepages.com) é uma galeria de arte contemporânea que abriu em 2007 num espaçoso apartamento de Lisboa. A fundadora Caroline Pagès é natural de França. Representa artistas estabelecidos e emergentes, tanto portugueses como internacionais, que produzem pintura, desenho, fotografia, instalação, escultura e vídeo. A galeria trabalha na promoção dos seus artistas numa escala internacional, produzindo exposições nas suas instalações assim como em centros de arte, instituições, museus e outras galerias.
 

Museu da CARRIS
Inaugurado no dia 12 de Janeiro de 1999 por Sua Excelência o Presidente da República, o Museu da CARRIS tem como missão e objetivos não só a constituição de um acervo patrimonial capaz de, através dos objetos considerados de valor histórico, assegurar um conhecimento global da Empresa e da contribuição prestada ao longo da sua existência ao quotidiano e ao desenvolvimento de Lisboa, mas também a manutenção, exposição e divulgação desse acervo.
 
Com o seu Museu, a CARRIS tem o prazer de divulgar ao público em geral as suas memórias e o contributo que há mais de um século vem prestando ao desenvolvimento de Lisboa.
 
A Galeria do Museu da CARRIS situa-se no Complexo da CARRIS de Santo Amaro, na Rua 1º de Maio nº 101-103, em Lisboa. Horário: Aberto todos os dias das 10h às 17h, exceto Domingos e feriados.